Pesquisar este blog

Carregando...

sexta-feira, 14 de maio de 2010

ACERVOS PARA DEFICIENTES VISUAIS


O Centro de Ensino Especial de Deficientes Visuais (CEEDV), na 612 sul, também oferece uma biblioteca para cegos. Batizada com o nome do fundador, Elmo Luz, a biblioteca atende à crianças e adultos de toda a comunidade, mas principalmente aos alunos da escola. Além de obras literárias, livros de química, física e biologia também estão transcritos em Braille. Mais 215 arquivos sonoros estão à disposição dos frequentadores.
Enquanto algumas bibliotecas exigem que os cegos se desloquem até o local, a Universidade de Brasília (UnB) inaugurou no dia 21 de agosto deste ano a Biblioteca Digital e Sonora (BDS), que pode ser acessada pela internet. A iniciativa nasceu de uma parceria entre a Biblioteca Central da Unb e o Programa de Apoio às Pessoas com Necessidades Especiais (PPNE) da universidade.
Os interessados podem entrar em contato com a biblioteca, fazer o cadastro e acessar todo o conteúdo pela internet. São 12 obras gravadas em áudio para que os cegos escutem e mais de 30 arquivos digitalizados, que são decodificados e lidos por um programa de computador. CDs também estão disponíveis.
A gravação de obras é feita por ledores voluntários. Qualquer pessoa pode se voluntariar. É feito um teste de leitura, eles recebem as orientações necessárias para a locução e logo começam a trabalhar. As obras a serem gravadas são escolhidas pelos próprios ledores. "Cada um lê o que gosta ou algo da sua área de atuação. Por enquanto não há critérios para a escolha, explica a coordenadora da BDS, Tania Carvalho.
Uma pesquisa está sendo feita para ver quais são as obras de maior interesse do público. Após o resultado, serão adaptados os livros mais procurados. Um pequeno acervo de livros e provas do Centro de Promoção e Seleção de Eventos (CESPE) em Braille e CDS podem ser consultados. As provas também estão em versão superampliada para aqueles que têm a visão reduzida.

( Universidade põe acervo na internet. Jornal da Comunidade, 4 a 10 de outubro de 2008, caderno c26: Educação & ciência)

Nenhum comentário:

Postar um comentário